Legalmente Negra

Just another WordPress.com site


Deixe um comentário

O preconceito nosso de cada dia

Acabo de voltar das compras no supermercado. Ao passar no caixa para fazer o pagamento, enchi caixas enormes com as mercadorias (não estamos usando sacolas plásticas). Colocamos no carrinho e procuramos o “rapaz da entrega”. De repente, surgiu uma moça bonitinha, baixinha, lorinha com luzes nos cabelos e disse: É entrega, moça? Eu disse: É sim. E pensei: Putz, enchi as caixas, coitada desta mocinha, achei que seria um cara!!! Então, a moça, mais do que rapidamente, empurrou o carrinho de compras até o carro dela, retirou com facilidade as caixas enormes e colocou no porta-malas. E quando chegou a minha casa descarregou com a mesma facilidade. Eu disse: Deixa eu te ajudar, moça. Isso aí está muito pesado! E ela: Não, eu faço isso a toda hora, já me acostumei. Então, pensei: Eita, preconceito que não nos deixa!