Legalmente Negra

Just another WordPress.com site

Publicão realiza mais de mil atendimentos (Histórias do Publicão)

Com pouco mais de um mês de sua inauguração, o 1º Hospital Publico do Brasil já realizou mais de mil consultas, ao todo 1066 contabilizadas até o dia 16 de agosto.

A unidade, localizada no bairro do Tatuapé, zona leste de São Paulo, tem, em média, 20 senhas distribuídas por dia para consultas, além dos animais que comparem ao local para retorno, exames, cirurgias e as emergências que aparecem a todo o momento.

De acordo com a diretoria, os pacientes são em sua maioria cães, principalmente vítimas de atropelamentos e cânceres crônicos (neoplasias) e gatos com corpo estranho linear (principalmente barbantes e linhas com cerol).

A demanda de animais tem sido grande e o diretor geral da unidade, dr. Ricardo Coutinho do Amaral, afirmou que por se tratar de uma iniciativa inédita, a diretoria tem avaliado dia a dia o trabalho realizado, para que possam ser traçados novos objetivos. Segundo ele, a meta é realizar cerca de 5 mil atendimentos até o final desse ano.

Entre os números fornecidos pela administração do hospital, constam ainda: 4200 medicações, 150 cirurgias, 2700 exames e 440 internações.

O Primeiro Hospital Público do Brasil, apelidado de Publicão, nasceu de uma emenda do vereador Roberto Tripoli (PV), que também participou de projetos como a  implantação Merenda Vegetariana em Escolas Públicas, além de ser autor da lei que regula o comércio de cães e gatos e as feiras de doação e proibe a venda de filhotes em areas publicas (praças, ruas, avenidas), entre outros projetos voltados para a Proteção Animal.

A novidade surgiu como utopia para os céticos, mas em julho deste ano, o projeto foi posto em prática pela Prefeitura de São Paulo.

A unidade, que é administrada pela Anclivepa (Associação de Clínicos Veterinários de Pequenos Animais de São Paulo), fica na Rua Professor Carlos Zagotis, 3, bairro do Tatuapé, Zona Leste de São Paulo e funciona de segunda a sábado das 7h às 19h. De acordo com a diretoria, os atendimentos são preferenciais à população de baixa renda, sendo assim, os atendidos passam pela triagem de uma assistente social. Para mais informação, ligue 11 2667-7795 / 11 2667-7804 / 11 2667-7789 / 11 2667-7793.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s