Legalmente Negra

Just another WordPress.com site

03/11/2008 – Tatuapé É Coisa de Cinema – edição 91

Por Elaine Paiva

O cineasta Fernando Bezerra (foto) fala sobre sua carreira e como dirigiu um documentário sobre o Tatuapé

O bairro do Tatuapé ganhou, no final de setembro o documentário “Tatuapé – Desvendando O Caminho do Tatu”. Com participação do historiador Pedro Abarca, o primeiro longa-metragem do cineasta Fernando Bezerra intercala fotos, depoimentos de moradores e efeitos de computação gráfica, e em uma belíssima fotografia, mostra de forma dinâmica e empolgante momentos importantes do bairro, como o tempo das chácaras, a chegada dos trilhos do trem e uma visita de Julio Prestes à vinícola da família Marengo em 1922 (imagens em vídeo).

Curiosamente, Fernando Bezerra não é formado e também não fez nenhum curso de cinema. O cineasta de 32 anos é formado em administração de empresas, mas conta que o cinema sempre esteve em suas veias. Morador do Tatuapé há 15 anos, sempre trabalhou com publicidade, produção de folhetos, embalagens e desenvolveu filmes institucionais para algumas empresas, como a Souza Cruz e o Grupo Estado. Além disso, chegou a trabalhar com produção de programas de tv para a Net e TVA, porém, segundo ele, o cinema ainda ficou de lado. “É muito difícil ainda conciliar o lado artístico do cineasta com o lado comercial. A gente precisa pagar as contas, por isso é difícil fazer só cinema”, diz.

Em 2007, Fernando decidiu arriscar, se voltou para o cinema e dirigiu o curta-metragem “A última corrida”, no qual retrata um dia na vida de um motoboy. Com esse vídeo, o cineasta foi premiado no Festival Internacional de Audiovisual de Atibaia, o que para ele foi uma surpresa. “Ganhar assim com o primeiro curta, é ótimo”, conta. Desde então ele não parou mais, dirigiu o curta “Conseqüências” (sobre a banalização sexual) e também “A lenda”, produzido com uma verba da Secretaria Municipal de Cultura de Atibaia.

Em 2008, o diretor, que também escreve todos os seus roteiros, já desejava produzir um longa-metragem. “Morando tanto tempo no Tatuapé, percebi que o tatuapeense é um povo que ama muito seu bairro e se preocupa com questões voltadas pra ele”, diz Fernando. O cineasta procurou o historiador Pedro Abarca, que “mais do que depressa”, topou a idéia de fazer um documentário “Sem o Seu Pedro esse documentário não teria saído”, afirma. O lançamento aconteceu no dia 25 de setembro no UCI do Shopping Anália Franco. Porém, por enquanto essa foi a única exibição do longa em tela grande, pois o mesmo será distribuído em DVD para escolas e vídeo locadoras do bairro.

Diretor Premiado

No dia 12 de outubro, o cineasta Fernando Bezerra conquistou o prêmio TIZUKA YAMASAKI, no 3º curta Atibaia com o filme “A Lenda”, uma comédia que fala sobre o troféu oferecido aos ganhadores do Festival de Atibaia Internacional do Audiovisual que é realizado em Janeiro.

Ano passado o diretor e produtor conquistou também em Atibaia o prêmio Euclides Sandoval com o seu primeiro curta-metragem “A última corrida”.

Fernando Bezerra Filmes

Fone: 2295-4662

9275-7659


http://www.fatopaulista.com.br/index.php?option=com_content&task=view&id=739&Itemid=38

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s