Legalmente Negra

Just another WordPress.com site

26/09/2008 – Dudé – Música e Inclusão Social – edição 89

Por Elaine Paiva

O músico, Eduardo José Magalhães Martins( foto), 36 anos, é um apaixonado pela música desde sua infância. Essa paixão, que segundo ele, vem de família, começou quando seu pai disponibilizava, aos finais de semana, o aparelho de som para que os filhos ouvissem músicas o dia inteiro. “Ouvíamos de Sá e Guarabira a Pink Floyd, tínhamos um contato muito forte com todo tipo de música”, conta. A vontade de ser um profissional da música, surgiu aos 13 anos após assistir pela televisão a um show da banda de rock Queen, no Rock N’ Rio 1.

“Quando vi aquela apresentação, pensei: é isso o que eu quero fazer da vida”, diz entusiasmado. Desde então, Dudé, como é conhecido, passou a estudar música, fazer parte de bandas e participar de festivais estudantis.

  Aos 16 anos foi convidado para tocar profissionalmente em uma banda de blues e aos 21 anos ingressou em um curso de canto popular, no qual ficou por seis anos, tornando-se professor de música, além disso, trabalhou como técnico de som e vendedor de instrumentos musicais. Deficiente físico, de nascença (o músico não tem os dois braços e uma das pernas), Dudé diz que em sua trajetória profissional já sofreu diversos tipos de preconceito, porém não se deixou abater. “Uma coisa que ajuda a vencer o preconceito é a postura, minha postura profissional sempre me ajudou. O preconceito só é vencido, quando você deixa claro para o preconceituoso que ele está errado”, afirmou ou músico, que disse ainda que vê a arte, entre elas a música, como uma grande forma de inclusão e elogiou trabalhos como o do diretor de teatro Deto Montenegro que montou um espetáculo somente com atores com deficiências físicas e visuais, do qual Dudé fez parte; e a fotógrafa Kica de Castro, que fotografa modelos, também com deficiência física. “Essas são iniciativas que mostram o deficiente não como coitadinho, mas como profissionais que podem trabalhar e ser competentes como qualquer pessoa, com suas limitações, claro, mas todo mundo tem limitações. O deficiente físico pode ser ator, modelo, músico é só ter espaço e noção de seu potencial”, disse o músico.

Dudé acredita que tudo o que ligado à arte, ainda é pouco valorizado no Brasil. É compositor, mas ainda não conseguiu gravar um cd com músicas próprias. “Essa é minha única frustração como músico. O custo para gravar um cd é muito alto e há muita dificuldade para se fazer distribuição, por isso vejo a Internet como a salvação para os músicos independentes, abre muito espaço para divulgação”.

Atualmente, Eduardo leciona música em seu apartamento no bairro da Mooca, está produzindo o CD de um de seus alunos, faz parte de uma banda Cover do Black Sabbath, tem uma dupla de voz e teclado com o tecladista J. P., e é vocalista da banda de rock clássico Easy Rockers, que se apresenta no dia 23 de outubro no show Kiss Club da rádio Kiss FM. Para o futuro, o músico tem o projeto IncluSom, no qual pretende montar shows com bandas, nas quais pelo menos um dos integrantes seja deficiente físico. “É para mostrar pessoas trabalhando, com competência, levando música, diversão e entretenimento às pessoas”, explicou o músico, que encerrou dizendo: “Para as pessoas que querem trabalhar com música, eu dou dois conselhos é ter muito pé no chão e ralar muito”.

 

Contato: http://www.myspace.com/dudevocalista

Fone: 2605-9006

E-MAIL: dudevocalista@uol.com.br Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email

 http://www.fatopaulista.com.br/index.php?option=com_content&task=view&id=681&Itemid=38

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s