Legalmente Negra

Just another WordPress.com site

04/06/2009 – Parque do Carmo não possui banheiro adaptado – edição 104

Por Elaine Paiva

Na manhã do domingo, dia 31 de maio, o Movimento Inclusão Já organizou um passeio comemorativo no Parque do Carmo. Liderado por Valdir Timóteo, coordenador do movimento, o passeio reuniu mais de 100 pessoas, contando 34 cadeirantes, de diversas cidades de São Paulo. De acordo com Valdir, esse evento acontece pelo menos uma vez a cada mês e a denominação “comemorativo” é pelo seguinte fato: “Conseguir trazer pessoas com deficiência para um passeio é um grande motivo de comemoração. É muito difícil essas pessoas saírem de casa, pela dificuldade de transporte”, disse Valdir. “A gente encontra e conhece outras pessoas e lugares diferentes, não fica só preso em casa”, completou Verônica, cadeirante de 20 anos.

Entre comemoração, sol, churrasco e sorrisos, o Parque do Carmo revelou a sua falta de acessibilidade para pessoas com deficiência. Para as crianças, por exemplo, há poucas opções de diversão, já que o playground não é adaptado a elas. Em fevereiro desse ano, o Movimento Inclusão Já entregou ao diretor do DEPAVE 5 (Departamento de Parques e Áreas Verdes) de São Paulo, Heraldo Guiaro, um projeto de brinquedos adaptados para os parques da capital, porém ainda não houve nenhuma resposta a respeito. Mas esse não é o maior dos problemas:

Após informar à administração do Parque do Carmo sobre a realização do passeio e perguntar sobre a existência de banheiros adaptados no local, Valdir recebeu, por e-mail, a resposta de que esses não existiam. No dia do passeio, porém recebemos a informação de havia um banheiro adaptado o qual, descobrimos depois, era um banheiro improvisado pela administração em uma antiga lanchonete do parque, que ficava a quase um quilômetro de onde se encontrava a caravana. A ida ao banheiro acabou também se tornando um passeio nas vans do Atende, “gentilmente” disponibilizadas para a ocasião, pois essa era a única forma de um cadeirante realizar o longo trajeto.

Apesar da grande recepção organizada pela administração do Parque do Carmo com ambulância estacionada próxima ao local do passeio, espaço reservado especialmente para o estacionamento das vans do Atende, carregadores para os objetos levado pelo pessoal da caravana e a improvisação de um banheiro com profissionais treinados e atenciosos, a pergunta é: Como ficam os deficientes que visitam o parque em dias normais?

http://www.fatopaulista.com.br/index.php?option=com_content&task=view&id=1053&Itemid=34

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s