Legalmente Negra

Just another WordPress.com site

19/02/2010 – Confraternização do Samba: Velha Guarda da Leandro de Itaquera comemora 10 anos com Festa da Cerveja

Por Elaine Paiva e Valfredo Santos

Fundada por Luis Carlos dos Santos, o “Lusinho de Itaquera”, a Ala Velha Guarda da Leandro de Itaquera completou 10 anos no início do mês e comemorou com muito samba, cerveja e quadra lotada

  Apesar do triste resultado da apuração do desfile das escolas de samba para a Leandro de Itaquera, que caiu para grupo de acesso, a escola merece total destaque pela garra da comunidade itaquerense e pelo grande empenho na busca pela valorização dos fundadores das escolas de samba. Prova disso, foi a grande comemoração de aniversário da Velha Guarda da Leandro, que reuniu, no dia 10 de fevereiro, toda a comunidade itaquerense com as mais importantes Velhas Guardas do carnaval para uma grande Festa da Cerveja.
Fundada por Luis Carlos dos Santos, o “Lusinho de Itaquera”, a Ala Velha Guarda da Leandro de Itaquera completou 10 anos no início do mês e nada mais justo do que uma grande comemoração. De acordo com Marco Antonio da Silva, mais conhecido como “Medonha”, o evento foi além de uma confraternização entre escolas de samba, e teve também uma função social. “Com o dinheiro arrecadado na festa, cada membro da Velha Guarda poderá comprar a sua fantasia”, explicou o presidente.
Para Medonha, a festa também trouxe um momento de valorização das Velhas Guardas, o que, segundo ele, pouco acontece no carnaval. “Os integrantes da Velha Guarda são os fundadores das escolas de samba, mas isso não é reconhecido. Nós estamos sempre fazendo eventos como este para tentar conquistar o nosso merecido espaço em um camarote no Anhembi”, ressaltou Medonha. “Eu acho que esse evento é o início de um movimento que já deveria ter começado há muito tempo. Para nós é muito importante que haja essa confraternização entre as escolas de Samba e essa valorização das Velhas Guardas”, reforçou Humberto Bonfim, diretor da Associação das Velhas Guardas do Estado de São Paulo e integrante da Velha Guarda da Vai Vai.
Com muita animação, Leandro Alves Martins, “Seu Leandro”, presidente da Leandro de Itaquera, recebeu todos os representantes das outras escolas de samba e ressaltou que a confraternização provou que não há rivalidade entre as escolas de samba e sim união e respeito. “A nossa disputa é só na hora do desfile. Os integrantes das escolas de samba são muito unidos. A Leandro de Itaquera é uma escola nova e a nossa Velha Guarda tem apenas 10 anos, mas tem feito um grande trabalho e merece essa homenagem”, disse “Seu” Leandro. “Aqui todos nós temos em comum o amor pelo samba. Então, tem que haver uma amizade, uma reciprocidade de visitas. Ainda mais nós, que somos os padrinhos da Velha Guarda da Leandro”. Completou Aluísio, presidente da Velha Guarda da Camisa Verde e Branco.
Entre as Velhas Guardas presentes no evento estavam Camisa Verde e Branco, Unidos de Vila Maria, X-9 Paulistana, Acadêmicos do Tatuapé, Mocidade Alegre, Vai Vai, Nenê de Vila Matilde, Rosas de Ouro, Peruche, Perola Negra, Imperatriz das Baluartes e Imperatriz Leopoldinense, do Rio de Janeiro, representada por “Dona Teresinha”, além da corte da Liga das Escolas de Sambas de São Paulo e da corte da UESP (União das Escolas de Samba do Estado de São Paulo).
Todos os convidados subiram no palco para receber uma bela homenagem dos componentes da Leandro de Itaquera e do Presidente “Seu” Leandro e além de tomar muita cerveja e ouvir muito samba, os presentes, que receberam de brinde uma caneca de chopp da Leandro de Itaquera, puderam apreciar a apresentação dos grupos Nova Opção, Karyta, kalawê e Equipe Mulenária. O evento teve apoio Cultural da Wizard de Itaquera, Loja Zuken, Tutti Pneus, Rede Droga Leste, Aquarius Grill, Sade Car, Palácio das Plumas, Grupo Renaf, Isi’s Cabeleireira, Feijãozinho Frutos do Mar, Nicoleti Calçados, Frizadora Hipoyde, Fuji Society, Cachaçaria do Rancho, 7 de Setembro da Vila Progresso, Ferrolho, Banca de Jornal Dom José de Barros e J.A.J. Automotivo.
O organizador “Medonha” agradeceu o empenho de todos. “Há pessoas que pelo simples fato de existirem tornam a vida das pessoas mais felizes. Muito obrigado por existirem Velhas Guardas e sambistas amigos. Agradeço também a toda a comunidade e à imprensa presente”, encerrou Medonha.
 
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s