Legalmente Negra

Just another WordPress.com site

25/02/2010 – Ato Cidadão: Wilson Grassi e equipe realizam mutirão de castração na ONG Quintal de São Francisco

Remando contra a “corrente do abandono de animais”, o grupo ressaltou a importância da castração na diminuição do abandono e do sofrimento de cães e gatos.

                 O veterinário Wilson Grassi e sua equipe realizaram um mutirão de castração no abrigo de cães e gatos da Ong Quintal de São Francisco, no dia 14 de fevereiro, domingo de carnaval.

 De acordo com Ângela Caruso, presidente da Quintal de São Francisco, a prática tem como objetivo diminuir o número de cães abandonados nas ruas. “Não consigo pensar que cães e gatos, numa cidade como São Paulo, onde a prática do abandono é pulsante em todos os bairros possam viver sem um efetivo controle reprodutivo. Em todos os cantos vemos cães e gatos abandonados, vivendo uma vida curta e em condições sofríveis”, explicou a presidente.

Ângela afirmou ainda que a sociedade paulistana não tem orientação básica para conviver de forma saudável com um animal de estimação. “Não há controle de criação e comércio de cães e gatos, não se oferece acesso aos serviços médicos veterinários preventivos e curativos, não são punidos os que abandonam ou maltratam animais, não são investidos recursos em método de registro e identificação que possa efetivamente identificar quem é o ‘dono do animal e qual animal tem um dono’”, reclamou.

Foram atendidos 21 animais entre cães e gatos, desde filhotes a partir de 60 dias de vida até adultos. Durante a ação, o veterinário Wilson Grassi elogiou a infra-estrutura do local. “Operar no Quintal é para mim uma honra. Apesar das dificuldades inerentes às instituições beneficentes, este é um dos abrigos mais estruturados do Brasil. O local dispõe inclusive de salas azulejadas até o teto e pode receber um mutirão de castração com muita segurança para os animais.” disse o Veterinário.

Grassi lembrou ainda que mesmo em mutirões, devem ser seguidas as regras básicas de boas práticas cirúrgicas e anestésicas, como materiais esterilizados em autoclave, medicamentos e materiais adequados e anestesista especializado. “A qualidade da anestesia é um ponto fundamental nos procedimentos cirúrgicos. Em nossa equipe estes procedimentos são executados pela Dra. Lilian Rocca, que já tem em seu currículo alguns milhares de anestesias”, ressaltou.

O lado triste da história é que este pode ser um dos últimos mutirões da ong, pois as dificuldades de arrecadação e o alto índice de abandono de animais ao redor do abrigo, na região de parelheiros, estão inviabilizando a continuidade do trabalho.

A presidente da instituição Ângela Caruso, falou sobre a importância de se doar animais castrados. “As ONGs e os defensores dos animais da cidade de São Paulo, atolados em resgates e atendimentos, não devem integrar um indivíduo, cão ou gato, num novo lar sem castrá-lo, jamais! Porque se o fizermos estaremos contribuindo passivamente com essa dolorosa prática  do descaso e da menos importância de mais um cão ou gato ser descartado nas ruas, estradas, portões, abrigos, parques e praças, como também carregaremos a pior das culpas: a conivência cínica da co-responsabilidade no sofrimento dos animais. Portanto, controlar a reprodução de cães e gatos é ato cidadão”, encerrou Ângela.

http://www.wilsonveterinario.com.br/index.php?/O-que-ando-fazendo/25022010-ato-cidadao-wilson-grassi-e-equipe-realizam-mutirao-de-castracao-na-ong-quintal-de-sao-francisco.html

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s